Fudendo a Casada na Frente do Marido
12 fev 2013

Conheci a Paula (não é seu verdadeiro nome), no Facebook. Uma loira, casada, linda e muito sensual. Na sua foto do perfil mostrava seu pé com três estrelinhas tatuadas ( eu adoro um pé feminino). Fiquei curioso com a foto do pé e disse a ela que adorei ela logo disse que seu marido também gostava, trocamos muitas mensagens e num dia ela me diz que seu marido queria vê-la fuder com outro homem e que seu desejo era fazer dupla penetração. De pronto me ofereci para ser esse homem, embora desconfiado se seria verdade mas estava com muito tesão só de imaginar. Continuamos a trocar vários emails e depois os números do telefone e numa tarde liguei para ela e disse que tinha que ser naquele dia, pois estava com a tarde livre.

Marcamos as 16 horas em um café junto a Expo, ela chegou sozinha, disse q seu marido estava a trabalhar e nos encontraria em casa, não gostei da ideia e sugeri que fosse para o motel. Bebemos 2 uisques cada um, saímos e fomos para o motel, durante a caminhada pude reparar nas suas curvas, cabelos, roupas e também notava que as pessoas que passavam também o reparavam e sentia que ela fazia de propósito.
Ao chegar ao motel ela tirou a roupa e pude ver o quanto ela é gostosa, com uma pele lisa e muito cheirosa e macia, quando senti o cheiro daquela mulher minha piça ficou dura na hora. Não perdemos tempo ela pegou e começou a chupar e chupou muito minha pica, ela se babava toda, passava no rosto chupava meu saco e elogiava muito minha pica, dizia que era bem grossa e gostosa de chupar. Botei ela deitada na cama e comecei a chupá-la. Ela estava toda depilada, sem nenhum pentelho, ela tem um gosto maravilhoso por mim passava horas chupando aquele buceta lisinha edeliciosa. Ela veio inundou minha boca. Depois disso coloquei ela de 4 e começamos já bem forte, pois estavamos os dois com muito tesão. Ficamos uns 20 minutos a fuder gostoso, quando toca o telefone e era a recepcionista dizendo que chegou um cliente e se podia deixar ele subir. Disse que sim e abri a porta, e continuei a #%&%$# ela. Ele entrou e já se deparou comigo a #%&%$# a mulher de 4, percebi que ele gostou, olhou um pouco e foi tomar banho. Quando ele saiu da casa de banho, eu fui a casa de banho, com a intenção de os deixar um pouco a vontade. Saindo da casa de banho o vi a comer de 4 ela gemia muito, fui para sua frente e coloquei minha piça naquela boca deliciosa. Nesse momento ela parecia uma louca a chupar minha piça.
De repente ela para e diz, quero os 2 dentro de mim. Logo deitei, minha piça parecia uma pedra, ela sentou de frente para mim cavalgou um pouco olhou para ele e disse: “vem meu corninho”, com piça dentro dela pude sentir ele a enfiar a piça dele no cú dela, a sensação era deliciosa. Começamos a bombear sem dó e ela pedia q fosse com mais força a mulher parecia q estar possuída, nunca vi uma mulher daquele jeito estava muito bom ela vinha-se uma atrás da outra, eu sentia fluidos a escorrer pelos meus testículos, depois de algum tempo ela disse que não aguentava mais, o marido se deitou e ela ficou de 4 a chupar ele, quando vi aquele cú pra cima não aguentei, cuspi para lubrificar e coloquei minha piça. Nisso ela começou a gemer muito, seu marido naõ aguentou e veio-se. Eu continuei a fuder o cú dela, quando estava para me vir tirava um pouco eu dava uma disfarçada, não queria me vir, queria aproveitar ao maximo a situação. Ela por sua vez mandava o marido ver como estava o cu dela, e perguntava se estava muito aberto, ele dizia que estava maravilhoso. Para minha surpresa e dele ela ordena que ele segure na minha piça e que enfie no cu dela, ele ao inicio recusou, mas depois sempre obedeceu e ficou meio sem jeito. Ai perguntei ao marido se podia continuar, ele disse que sim pois ele não aguentava mais. eu continuei com ela de tudo quanto era posição e ele só a olhar e se punhetar. Ela gostava de se exibir para ele. Depois de muito fuder resolvi me vir, quando anunciei ela pediu que me viesse na sua boca, não pensei duas vezes, tirei a camisinha, fui a frente dela que estava ajoelhada. Esporei naquela boca e ele a olhar tudo e se mastrubar com mais força, depois foi a vez dele de encher a boca da esposa. Fomos tomar banho os 3 juntos ainda tivemos direito a mais um broche. Hoje em dia somos amigos e sempre que vou a Lisboa recebo estes “clientes” no Hotel ou vou a a casa deles.



























Busca em Contos eróticos »

Arquivos em Contos eróticos »

Acompanhantes

Busca de acompanhantes

Total de acompanhantes: 21

Busca avançada

Este site é, única e exclusivamente, um veículo de comunicação entre pessoas, e não tem nenhum vínculo com seus anunciantes que são, também, responsáveis únicos pelas informações contidas em seus respectivos anúncios bem como pela garantia de que são maiores de idade. GPBARRA NÃO É AGÊNCIA e não assume nenhuma responsabilidade pelo conteúdo dos anúncios ou pelas respostas a qualquer um deles.