Eu e meu marido – Minha Primeira DP
12 fev 2013

Olá sou a Jú, para aqueles que me conhecem sou uma exemplar dona de casa esposa perfeita e mãe excelente. Para os que me conhecem intimamente sou um vulcão em erupção, adoro sexo sou viciada e tenho sorte de ter achado um homem que me completa e preenche todas as minhas expectativas e fantasias.
Sou loira 1,78, tenho os cabelos longos e corpo mulherão, coxas torneadas, mas o meu maior atrativo sem sombra d dúvida são meus deliciosos seios de que tanto m orgulho são naturais e possuem aureolas rosadas e meu marido diz que são muito excitantes a todos os homens. As cantadas que recebo na rua e no meu antigo trabalho não desmentem.
O que vou contar aconteceu ha aproximadamente um ano. Há algum tempo desejamos e fantasiávamos coisas deliciosas, mas ate então era só imaginação até que um dia rolou algo legal. Eu escrevia e-mails cheios de sacanagem para meu marido. Isso nos deixava muito excitados e quando ele chegava do trabalho transávamos muito. Meu marido, vou chama-lo aqui de Roberto, é perfeito na cama! Me deixa louca! E acho que o faço feliz neste quesito também. Como eu dizia um dia um dos colegas de trabalho do Roberto leu um dos meus e-mails. Roberto o pegou no flagra. Parece que ele ficou bem sem graça, mas também muito excitado. Passados alguns dias o cara teve coragem e perguntou para ele quem havia escrito aquele e-mail para ele. Imagine a surpresa quando Roberto respondeu: Minha esposa. Acho que isso mexeu com a imaginação dele e com a nossa também.
Algum tempo depois encontramos o amigo num restaurante. Ele me comeu com os olhos, eu e Roberto logo sacamos qual era a dele. O cara tava me querendo! Achei aquilo o máximo, mas fingi que estava sem graça. Roberto ficou meio ciumento, mas só no início. Foi quando percebemos que poderíamos curtir muito aquela situação. Eu nunca trai Roberto, mas nos dois nos excitávamos muito com a ideia de dupla penetração, mas até então era só brincadeirinha. Em casa decidimos deixar o amigo dele um pouco mais provocado.
Na semana seguinte Roberto conversou com ele sobre mim. Falou como gostávamos de ver sacanagem juntos e sobre as coisa que eu escrevia para ele. O cara ficou louco! Roberto mandou para ele um conto erótico bem levinho que eu havia escrito há muito tempo. Ai o cara pirou! Ele disse para o Roberto que nunca tinha imaginado que uma pessoa podia ser tão boa esposa e mãe e ainda ser tão quente. Roberto disse então que ele não devia estar dizendo isso, mas que eu era muuuuuuuuuuuito gostosa e que fazia um sexo oral maravilhoso! Então foi a hora do cheque, Roberto disse para ele que eu havia gostado de conhece-lo e perguntou se não gostaria de jantar conosco um dia. Acho que ele desconfiou das nossas verdadeiras intenções e pareceu muito interessado. Na sexta-feira liguei no escritório para falar com Roberto e ele perguntou se eu queria falar com seu amigo eu disse que sim, então o convidei para sairmos no sábado. Ele perguntou: Vamos só nós três? Sim! Vamos! Você não gosta da ideia? Gosto muito! Estou louco para chegar amanhã! Então até lá!
Na sexta-feira eu e Roberto transamos muito e falamos tudo o que queríamos fazer no sábado. Ele me disse o que queria me ver fazer e é claro que entre seus pedidos estava o de comer minha bunda enquanto o amigo comia minha buceta. Eu nem acreditava no que estava acontecendo, mas estava excitadíssima.
No sábado nos encontramos num barzinho bem legal que conhecemos. Tem umas comidinhas deliciosas e uns drinks bem legais. Eu vestia uma lingerie muito linda vinho. Sou bem branquinha e cores fortes ficam muito bem em mim. Era um modelo bem no estilo romântico com uns babadinhos na calcinha, mas a cor fazia ficar muito provocante. Não quis exagerar no visual então vesti uma blusa de botões, e é claro que esqueci de abotoar alguns. Minissaia jeans, salto alto, perfume na medida certa, olhos verdes bem maquiados e boca levemente realçada com um brilho discreto. Brincos grandes e cabelos soltos. Meu gostoso estava lindo demais! Com uma linda cuequinha vermelha. Uma delícia! Seu pênis parecia tão apetitoso!!!! Calça Jeans e uma camisa preta muito bonita. Chegamos antes dele. Nos sentamos num cantinho bem reservado. Estávamos tão loucos que começamos a nos beijar e Roberto discretamente enfiou a mão na minha calcinha. Que delícia! A noite nem começou e você está tão molhadinha! Está animada? Ele perguntou. Muuuuuuuuuuuuito! Respondi. Confesso que estava meio apreensiva, não sei como me sairia com dois, mas decidir deixar o tesão tomar conta de mim e deixar rolar. Enquanto ainda nos bulinávamos ele chegou. Puxa! Parece que estou atrasado! Ele disse. Eu respondi: Você chegou bem na hora! Ele se sentou na minha frente e parecia que também estava ansioso e que para ele também era novidade.
Pediu um drink levinho, nós acompanhamos. Afinal ninguém queria ficar bêbado naquele momento. Assim que o garçom saiu dei um lance para que ele visse meu sutiã, ele percebeu rapidinho e me deu uma piscada deliciosa. Roberto deu uma gargalhada e disse: Cara isso vai ser muito doido! Ele disse que Roberto havia contado a ele coisas maravilhosas sobre mim e que me admirava muito. Eu perguntei: Só admira? Não, to doido … o garçom chegou e nos interrompeu. Bebericamos nossos drinks e aproveitei a distração. Tirei meu sapato enquanto segurei o pinto do Roberto coloquei o pé no dele. Foi uma delícia. Nós três amamos aquilo. Comemos alguma coisa, conversamos sobre nada, estávamos ocupados demais em segurar a excitação, até que perguntei. Então rapazes? Para onde iremos para podermos começar nossa brincadeira? Roberto pagou a conta e saímos correndo para o nosso carro, ele foi junto. Fomos para um motel diferente dos que costumávamos frequentar, era um pouco distante então no caminho fiz um boquete no Roberto enquanto ele dirigia, o nosso amiguinho ficou tão doido lá atrás que começou a se masturbar. Roberto puxou meus cabelos e fez eu engolir aquele pênis enorme todinho! Depois puxou minha cabeça e me beijou com uma língua tão quente e gostosa que eu disse: Não vejo a hora de ter essa língua gostosa na minha buceta! O cara lá atrás gemeu. Eu disse: Calma gostosinho, já vou cuidar de você! Chegamos no motel, ele se abaixou no banco de trás e entramos numa boa!
Quando chegamos no quarto o cara pulou e cima de mim, me beijou e apertou meus seios. Olhei para Roberto e ele sorria safadamente. Pensei comigo: Que delícia ter um tarado na minha cama todo dia! Falei: Calma garotão! Eu que vou cuidar de você! Esqueceu? Roberto disse que podia confiar em mim. Só me deixa terminar o que comecei com esse cavalão aqui. Roberto estava sentado na cama, ajoelhei na frente dele e comecei a chupa-lo e lambe-lo. Virei para o garotão e disse para ele vir se divertir também. Puxei para cima a saia e empinei minha bunda bastante. Mais que depressa ele já estava atrás de mim esfregando minha calcinha. Você está tão molhadinha que não dá para esperar. Eu não pude responder nada porque estava com o pênis do meu cavalão todo em minha boca. O garotão começou a me masturbar e bater com seu pênis na minha bunda, ainda de calcinha. Quando meu cavalão estava quase gozando falou que queria minha molhada. Virei de costas para ele e comecei meu trabalhinho com o garotão. Quando coloquei a boca na cabeça do pênis ele gemeu e disse: Vem gostosa me chupa!!!! Era bem grande também e o gosto era bom. Sempre amei o gosto do pinto do Roberto, é simplesmente delicioso. Tinha medo de experimentar um diferente e que não fosse bom e não gostar. Para minha sorte eu estava ali com dois paus duros, grandes, cheirosos e gostosos! Eu o chupava e lambia e engolia inteiro e o cara já estava quase gozando. Meu cavalão me metia em mi m com tanta força e rapidez que gozei em segundos. Quase mordi o pênis que estava em minha boca. O cara ficou doido me vendo gozar estremecendo daquele jeito e gozou na minha boca. Sua porra estava tão quente que gozei de novo.

Ficamos os três ofegantes e famintos por mais. Cada um foi para um canto do quarto se recuperando daqueles orgasmos deliciosos, era tudo muito excitante! Quando vi que os olhos dos dois ainda me comiam sentei numa poltrona abri bem as pernas e disse. Enquanto vocês descansam um pouco vou brincar meninos. Me masturbei devagarzinho, gemi, gemi, lambi e mordi meus seios. Segurava o cabelo com a cabeça voltada para trás e metia dois dedos cada vez mais fundo na minha própria buceta. Quando olhei Roberto ele já estava vindo em minha direção! Parecia um leão faminto! Me pegou com força e chupou meus seios. Me jogou na cama e falou que era minha vez! E Disse. Olha só cara como deixa uma gostosa safada assim doida! Ele me chupou e me masturbou com fazia tão bem! Quando passava a língua no meu clitóris eu quase dobrava ao meio contraindo e relaxando minha buceta e quadris. Para melhorar o cara veio e começou a chupar e apertar meus seios. Beijou minha boca e lambeu meu pescoço. Virei de quatro na cama e enquanto meu cavalão me chupava eu chupei o pau do cara de novo. Estávamos os três loucos de tesão! Então o cara disse: To louco para meter com meu pau nessa bucetinha apertada e molhadinha ai. Acho que já está na hora de você experimentar! Disse Roberto.
Estávamos na beirada da cama, então sentei no colo do cara e comecei a cavalga-lo. Roberto ficou parado na nossa frente se masturbando e se deliciando com aquela cena. A mulher dele sendo comida por outro bem na sua frente. Aquilo era o mais excitante e pornográfico de tudo o que já havíamos feito. Enquanto o cara metia em mim eu só pensava no Roberto e comecei a chamar pelo nome dele. Já estou indo meu amor! Ele, então, segurou os meus quadris e disse. Espere só um pouquinho minha putinha gostosa! Colocou aquele cacete gostoso no meu rabo. Conseguimos um compasso perfeito! A sensação de ter a buceta e o cú preenchidos ao mesmo tempo é indescritível! O mais legal foi que por ser Roberto quem fazia anal eu fiquei completamente relaxada, amo fazer sexo anal com ele e gozo muito. Me entreguei completamente naquele momento e os rapazes se aproveitaram muito disso. Ficamos metendo ali muito tempo, estava muito gostoso. Não to aguentando mais, eu vou gozar! O cara disse. Eu falei espere um pouco garotão vamos todos juntos! Meu cavalão, que consegue meter horas sem gozar, entendeu meu recado e se liberou. Eles meteram mais forte e rápido. Grite! Gozamos juntos e eu fiquei toda cheia de porra quentinha! Aquilo foi demais!!!!!!!!
Estávamos exaustos, ficamos deitados no chão por certa de quarenta minutos. Levantei e fui para a banheira. Os dois ficaram me observando. O cara foi para o chuveiro. Roberto veio para a banheira e começou a me beijar, muito gostoso. Transamos de novo ali, foi rapidinho, mas foi muito carinhoso e ele mais uma vez me fez sentir a mulher mais amada e desejada do mundo.
Quando o cara saiu do banho e nos viu metendo de novo falou: Tenho muito que aprender com vocês dois! Será um prazer compartilhar algumas experiências disse Roberto. Então perguntei: Será que você não tem uma amiga que queira brincar com a gente??? Os dois sorriram. Ele fez que sim com a cabeça. Saímos ansiosos por nossa próxima brincadeira.



























Busca em Contos eróticos »

Arquivos em Contos eróticos »

Acompanhantes

Busca de acompanhantes

Total de acompanhantes: 32

Busca avançada

Este site é, única e exclusivamente, um veículo de comunicação entre pessoas, e não tem nenhum vínculo com seus anunciantes que são, também, responsáveis únicos pelas informações contidas em seus respectivos anúncios bem como pela garantia de que são maiores de idade. GPBARRA NÃO É AGÊNCIA e não assume nenhuma responsabilidade pelo conteúdo dos anúncios ou pelas respostas a qualquer um deles.